quarta-feira, 11 de agosto de 2010

talvez.

O céu estava escuro, porém, mudava de cor a cada minuto. A névoa se formou diante de meus olhos. A paisagem foi desaparecendo em questão de segundos, deixando-me apenas uma visão embaçada e esbranquiçada da estrada, misturada com a escuridão da noite. Um sopro de vento frio me passou pelo corpo, arrepiando meus braços e minha nuca.
A noite causou uma ilusão em minha mente, girando o mundo ao meu redor. Talvez tudo fosse consequência da sua ausência. Ou talvez, dos meus sonhos de 'final feliz' impossíveis. Talvez eu tenha te amado demais. Talvez... Ah, cansei de tantos 'talvez' !

5 comentários:

  1. a incerteza é pior do que a certeza do NÃO. - escutei essa frase não sei aonde e mto menos quando, mas que é verdade... É! =P bjs

    ResponderExcluir
  2. Que lindos os seus textos, de verdade.

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaaaah amei amr *--*
    seguindo aqui ;*

    ResponderExcluir