terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Eu deveria virar piscicóloga. Todos me pedem ajuda, desabafam comigo. E o melhor, é que eu consigo ajudar, consigo resolver os problemas. Menos os meus. Eu dou tantos conselhos, mas não consigo seguir nenhum. Não consigo resolver nada que se refira a minha própria vida. Eu começo a guardar tudo dentro de mim, mas chega uma hora que eu nao aguento mais, e explodo. Ai vem comentários do tipo: 'nossa, que mal humor!' Garanto que se fosse com eles, se eles passassem pelo que eu passo, entenderiam-me. Eu acumulo sentimentos de meses, espectativas, desabafos, problemas, ilusões, choros, pensamentos. E uma hora, eu não consigo mais segurar. Ai eu me tranco no quarto chorando, ou começo a tocar as patas em todo mundo, e dizem que eu que estou de frescura, ou não tenho nada pra fazer. É incrível, é sempre assim. Ninguém me entende, e esse é mais um problema na minha vida. E a cada dia, alguém me pede ajuda, e eu tento ajudar. Enquanto mais um problema vai pra dentro de mim, sem solução. Eu sinto coisas que não tem explicação. Sentimentos nao correspondidos. Tanta coisa passa pela minha cabeça. Tantas músicas. E eu fico sempre na mesma, no mesmo quarto, no mesmo estado. Enquanto a vida vai passando diante dos meus olhos. Enquanto a vontade de viver vai desaparecendo...

6 comentários:

  1. Você deveria virar psicóloga , seria uma ótima opção , claro , se isso te der prazer , ou não .
    Sabe que te entendo ? Pode parecer que nem tanto , mas vamos dizer que essa de ajudar as pessoas seja um karma que compartilho com você .
    É como se os problemas das pessoas viessem ao encontro , e com um jeito educado ou mesmo por gentileza , fica meio complicado negar uma ajuda , já que pra nós parece ser algo tão mínimo e nada difícil de se resolver .
    O ruim é exatamente essa parte em que tocou : " Eu acumulo sentimentos de meses, expectativas, desabafos, problemas, ilusões, choros, pensamentos. " - é quando chega o momento de descarregar toda essa bagagem emocional , e muitas vezes não sabemos como lidar , já que o problema dos outros , parece mesmo ser mais fácil de encontrar saídas .
    Lidamos com muitos sentimentos , e se ainda houver uma ingratidão , a menos perceptiva , pelo menos no meu caso , é a gota d'água . Não consigo me conter e aí começo a usar a sinceridade do modo errado , despachando pensamentos ofensivos e o " mau humor " não tem como não se apresentar . Mas tudo passa , são dias , demora um pouco , mas a vida volta ao normal , as situações voltam ao normal . Eu queria saber porque lidar com os próprios problemas e ansiedades é tão mais complexa do que a de milhares de pessoas somadas umas às outras .
    Mas a carreira de psicólogo ( a ) não me vem à cabeça , me frustraria e acabaria surtando de uma vez por todas , seria o fim .

    Bela colocação de palavras , adoro ler tudo que você escreve , tem talento .

    ResponderExcluir
  2. Oi, adorei seu blog *-*
    tô seguindo, segue tambem?
    http://sentimentosgratuitos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Acho que muitos se sentem assim!
    Adorei teu blog e estou seguindo :)
    Se puder segue o meu também?
    http://amar-go.blogspot.com/

    - Desde já agradeço, beijoo.

    ResponderExcluir
  4. Oi. Gostei do seu blog. Se puder segue o meu blog ? http://xxx-memories-xxx.blogspot.com/
    Ficarei feliz em ver você por lá no meu cantinho.

    Obrigada pela atenção.
    Ass: Jéssica.
    Bjoos ♥

    ResponderExcluir
  5. Psicologia é perfeito pra você. Temos uma coisa em comum, também quero virar psicóloga, mais eu vou trabalhar na área de psicologia hospitalar. Quero trabalhar com crianças *-*.

    Beijos,


    http://devaneiostraduzidos.blogspot.com

    ResponderExcluir